Skip to main content

Se você é consumidor, sabe como é importante ter seus direitos protegidos.

Você sabia que pode economizar tempo e dinheiro consultando um advogado especialista em Direito do Consumidor?

Imagine que você acredita possuir uma negativação indevida em seu nome e, pesquisando na internet sobre direitos do consumidor, você lê em algum conteúdo que isso te dá direito à uma indenização por danos morais.

– Que ótimo! -, você pensa. Mas, nesse momento, pode surgir um dilema:

  1. contrato um advogado especializado em Direito do Consumidor? ou
  2. entro por conta própria no Juizado Especial (“pequenas causas”)?

Por isso é importante saber quando e porque pedir ajuda de um advogado especialista em Direito do Consumidor, pois seu caso pode ter desfechos diferentes, dependendo do que você decidir.

Olha só:

Resolvendo por conta própria no Juizado Especial 

Você é bem informado e sabe que não precisa de um advogado para entrar com uma ação de até 20 salários mínimos.

Por isso, procura o juizado especial da sua cidade e entra com um processo contra a empresa que negativou o seu nome.

O seu caso pode acabar de três maneiras:

  1. realizando um acordo;
  2. recebendo uma decisão favorável (mas em algumas vezes abaixo do que você esperava); e
  3. recebendo uma decisão desfavorável.

– Que absurdo! -, você pensa. Tinha certeza que era “causa ganha”.

Mas não era.

Contando com a ajuda de um advogado especialista em consumidor

Vamos olhar a situação por outro ângulo agora.

Você vê que existe uma negativação em seu nome e a considera indevida.

No entanto, você procura um advogado especialista em Direito do Consumidor e contrata uma consultoria online.

Durante a análise dos seus documentos, o advogado ou advogada que você contratou percebe que realmente existe uma negativação, mas como você possuía outras restrições em seu nome, isso reduzia a quase zero as suas chances de ser indenizado.

Nesse caso, então, o advogado recomenda um caminho melhor, que pode ser:

  1. procurar a empresa e resolver o equívoco; e 
  2. excluir a restrição extrajudicialmente.

Ou seja, não precisou de processo e você economizou tempo e dinheiro.

É fácil perceber em qual das situações você terá mais segurança.

E certamente o ponto-chave para isso é a opinião de um advogado especialista em Direito do Consumidor.

Por isso, você vai descobrir:

  • como um advogado pode te ajudar a enxergar coisas que você não sabia;
  • como resolver o seu problema economizando tempo e dinheiro;
  • como saber se vale ou não a pena entrar na justiça;
  • como prever o resultado da sua ação, a chance de sucesso e quanto você pode ganhar de indenização;

Se você está pensando em pedir uma indenização, continue lendo e descubra como um advogado especialista em Direito do Consumidor pode te ajudar

O que ninguém te conta, mas um advogado especialista em consumidor pode te ajudar a enxergar

Todos somos consumidores e qualquer um pode consultar um advogado ou advogada especialista em Direito do Consumidor. 

É a maneira perfeita de decidir se vale a pena ou não entrar na justiça para resolver o seu caso.

Certo. Então, me conta logo o que um advogado do consumidor pode me ajudar a enxergar? 

1. Uma ação judicial de Direito do Consumidor leva tempo

Você sabia que uma ação de direito do consumidor leva de dois a três anos para ser julgada?

Nesse tempo, podem haver audiências, telefonemas entre você e o seu advogado, além de toda a expectativa que, geralmente, colocamos em algo que queremos muito resolver e ser compensados.

Com a opinião de um advogado especialista em Direito do Consumidor você consegue economizar muito tempo, pois ele poderá avaliar e te indicar o caminho mais rápido e eficaz para resolver o seu problema.

Essa análise o advogado poderá fazer analisando o que aconteceu com casos semelhantes ao seu na Justiça.

Ou seja, nem sempre é preciso enfrentar um processo demorado para saber o resultado. 

Após esse estudo, a solução ideal pode ser procurar a empresa extrajudicialmente, aceitar um acordo logo no início do processo ou sequer propor a ação, se a chance de sucesso for baixa. 

Viu só como você pode economizar tempo?

2. Uma ação judicial de Direito do Consumidor custa dinheiro

Uma das piores dores é aquela sentida no bolso, não é verdade?

E você sabia que caso perca um processo pode ter de pagar honorários ao advogado da outra parte?

Sem contar as taxas cobradas pelo Judiciário que não são nada baratas.

Ou seja, algo que você esperava ganhar, pode se tornar um grande custo.

Portanto, consultar um advogado especializado em Direito do Consumidor pode te ajudar economizar dinheiro também.

3. Nem tudo é o que parece em Direito do Consumidor

Você pode ter pesquisado na internet ou escutado alguém dizer que uma negativação indevida no seu nome dá direito a uma indenização por danos morais.

E essa informação pode estar correta, se analisada isoladamente.

No entanto, um simples detalhe como a existência de outra negativação legítima no seu nome pode colocar todo o processo a perder.

Por isso consultar um advogado é tão importante.

Ele poderá dizer exatamente quais são os seus direitos e o que você pode esperar de resultado.

Existem muitos casos semelhantes ao seu e, com base neles, um advogado ou advogada especializados em Direito do Consumidor pode emitir uma opinião técnica e te dizer:

  • se seus direitos foram realmente violados;
  • qual a chance de sucesso da sua ação;
  • qual resultado você pode esperar.

Menos sorte e mais previsibilidade para você, você não acha?

4. Nem toda ação de Direito do Consumidor é “causa ganha”

Você já deve ter ouvido falar que o consumidor é considerado parte vulnerável nas relações de consumo.

Pois é, a Lei presume que ele é mais frágil do que o fornecedor. Afinal, o fornecedor, em tese, sabe mais sobre o produto ou serviço que vende. 

No entanto, isso não quer dizer que toda ação de Direito do Consumidor é “causa ganha”.

Por mais que você tenha realmente passado por um problema e se sinta lesado, a Justiça pode entender que a situação é um mero dissabor e não houve dano moral.

Existem muitas variáveis até o seu pedido ser julgado procedente pelo juiz, e todas elas precisam ser bem analisadas por um advogado especialista.

Aqui na Engel Advogados, por exemplo, orientamos nossos clientes a entrarem com um processo apenas se houver chances reais de êxito, para que não seja apenas uma “tentativa”.

5. Sem advogado, muitos consumidores fazem péssimos acordos desvantajosos 

Digamos que você entra por conta própria no Juizado Especial com uma ação de negativação indevida e o fornecedor te oferece R$1.500,00 para matar o processo.

E aí, você fecha?

Olha, a única maneira racional de saber se vale a pena ou não é analisando a chance de ganhar a causa e quanto você pode ganhar.

Se você não é um operador do direito, é remota a possibilidade de uma análise assertiva. 

Provavelmente, sua decisão será tomada com achismos. 

Portanto, eu discordo daquele velho jargão que diz que “um acordo ruim é melhor que uma boa demanda”.

Isso só faz sentido se você não consultou um advogado, pois não sabe a chance de sucesso da sua ação nem o que o esperar de resultado.

Agora, se você consultou um advogado especializado em Direito do Consumidor e já tem uma expectativa de resultado e sabe quanto provavelmente sua ação pode dar por que você iria aceitar um acordo ruim, não é verdade?

Melhor esperar e ser compensado de maneira justa.

Ainda tem dúvidas de como um advogado especialista em consumidor pode te ajudar?

6. Você pode precisar de um advogado de qualquer jeito

Por último, mas não menos importante, você precisa saber que corre um sério risco de ter o que chamo de “justiça pela metade” quando entra com uma ação sem advogado no Juizado Especial. 

Você sabe o que fazer se o seu seu pedido for considerado improcedente pelo juiz?

Ninguém te conta isso, mas, para recorrer, você deverá contratar um advogado.

Do contrário, seu processo “morre” ali, sem a possibilidade de ser reexaminado por uma Turma Recursal.

Aqui na Engel, é comum que clientes nos procurem após um revés na sentença em um processo proposto sem advogado.  

Nós não deixamos esse consumidor na mão, mas muitas vezes pode ser tarde demais

Um caso clássico é quando o cliente não produz a prova fundamental para constituir o seu direito no momento certo.  

Você não acha melhor contar com a ajuda de um advogado desde o início e ter o seu direito minuciosamente avaliado do começo ao fim?

Um resumo pra você

Nesse texto, você compreendeu que a ajuda de um advogado especialista em Direito do Consumidor é uma mão na roda para sua indenização.

Essa consulta é tão importante porque ela te ajuda a economizar tempo e dinheiro com processos “sem futuro” e mostra efetivamente o que você pode esperar de resultado, caso uma ação seja o melhor caminho para o seu caso.

Agora que você tem todas essas informações, eu te aconselho a respirar fundo e perguntar para si mesmo: “por que não falar com um advogado especialista antes de pensar em processar uma empresa?”

Coloque na balança suas necessidades e avalie essas possibilidades:

  • já sei que nem tudo é “causa ganha” quando se trata de direitos do consumidor;
  • pagar por uma consulta pode sair bem mais barato que me “aventurar” em um processo que não me trará qualquer retorno;
  • posso resolver o meu problema economizando tempo e dinheiro;
  • vou saber se vale ou não a pena entrar na justiça;
  • posso saber o que esperar de resultado caso entre com uma ação;
  • vou saber quanto esperar de indenização, sem falsas expectativas;
  • vou saber o caminho mais simples e rápido para resolver meu problema;
  • posso ter mais segurança para tomar minha decisão.

Menos sorte e mais previsibilidade

Neste texto, te entregamos gratuitamente uma informação valiosa, para te ajudar a fazer uma boa escolha quando o assunto é buscar os seus direitos.

Aqui na Engel Advogados, só orientamos nossos clientes a entrarem com uma ação judicial se houver chances reais de êxito.

Nosso compromisso com você é te indicar o melhor caminho para resolver o seu problema.

Simples assim.

Rápido como tem que ser.

Receba orientação rápida e especializada

Conte com a gente para resolver seu problema

Engel Advogados
Isenção de Imposto de Renda por Doença Grave

Como pedir isenção de Imposto de Renda por cardiopatia grave?

Você sabia que todo aposentado, pensionista e militares em reserva ou reforma que foram acometidas por uma cardiopatia grave, tem…
Isenção de Imposto de Renda por Doença Grave

Isenção de Imposto de Renda para quem tem câncer de pele

Receber o diagnóstico de câncer de pele já é um momento difícil, que exige força, coragem e foco na recuperação.…
Direitos do Consumidor
Descubra Como Recuperar Conta do iFood Entregador Desativada Injustamente (sem depender da plataforma)
Defeitos em Carros
Câmbio Automático: problemas mais comuns resolvidos na justiça
Isenção de Imposto de Renda por Doença Grave
Retroativo de isenção de imposto de renda por doença grave
Isenção de Imposto de Renda por Doença Grave
Isenção Imposto de Renda para pessoa com HIV: como solicitar?

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email

Faça um comentário 2 comentários

  • Chirlei Souza Almeida nascimento disse:

    Então a vivo bloqueou o número do telefone do meu esposo alegando falta de pagamento isso a quase 1 mês , meu esposo é motorista e fica viajando e não pode ficar sem ter contato . entramos em contato com a operadora várias vezes para eles resolverem a situação pois a cobrança é indevida pois temos o comprovante de PG em mãos a operadora pedido para passar um email com o comprovante e com um de 5 dias nos retornariam enviei no mesmo dia e nada foi resolvido tenho todos os protocolos fomos até em loja física e nada de retorno enfim entrei em contato ontem novamente para resolver a situação e descobrir que a terceira sequência do código de bara não confere mas estou com o comprovante pago em mãos e ainda continuo pagando por serviço bloqueado.

Deixe uma resposta