Skip to main content

Imagine esta cena: você comprou o carro dos seus sonhos, um veículo com câmbio automático que prometia conforto e praticidade.

Mas, ao invés de desfrutar da suavidade e conforto esperados, você se vê enfrentando uma série de problemas frustrantes.

O carro começa a apresentar falhas no câmbio, engasgos, trancos e, às vezes, até deixa de funcionar. De repente, algo que deveria facilitar sua vida, se torna uma fonte constante de estresse e preocupação.

Essa situação não é incomum para muitos consumidores que optam por veículos com câmbio automático, especialmente aqueles equipados com sistemas como o Aisin ou o Powershift.

Neste artigo, vamos explorar os dois principais problemas enfrentados pelos proprietários de veículos com câmbio automático, desde os sintomas até as soluções.

Mais do que apenas discutir os aspectos técnicos, vamos te ajudar a entender suas frustrações e preocupações, além de mostrar que você não precisa ficar com o carro estragado ou suportar sozinho o prejuízo do conserto.

Fique até o final para saber quais são os principais problemas com câmbio automático resolvidos na justiça!

O que são os problemas de câmbio automático?

Problemas de câmbio automático são falhas ou defeitos que podem ocorrer no sistema de transmissão automática (ou seja, na passagem de marcha automática) de um veículo.

Muitas vezes, esses defeitos se tratam de defeito de fabricação nas peças, que são problemas que surgem no veículo devido a falhas no processo de produção ou na qualidade dos materiais utilizados.

Essas falhas podem se manifestar em diversos aspectos do seu carro, tornando a experiência de dirigir uma incógnita repleta de surpresas desagradáveis.

Quais são os problemas mais comuns em câmbio automático?

Existem vários problemas que podem comprometer o desempenho do câmbio automático do seu veículo.

É por isso que entender os sinais de que o câmbio do seu veículo está com problemas e saber como resolvê-los pode evitar verdadeiras dores de cabeça, prevenindo situações desagradáveis e até mesmo acidentes graves.

Veja como identificá-los:

Trepidação

Trepidação é aquela sensação desconfortável que você sente quando o carro parece vibrar ou sacudir, especialmente ao acelerar ou durante a mudança de marchas.

É como se o veículo estivesse “pulando” ao invés de se mover suavemente, criando uma sensação de instabilidade e desconforto para o motorista e passageiros.

Essa trepidação pode variar em intensidade, desde uma leve vibração até movimentos mais bruscos e, geralmente, é um sinal de que algo está errado com o sistema de transmissão do carro.

Vazamentos de fluidos

Vazamentos de fluidos também podem ser sinal de que existem problemas no câmbio automático.

Isso porque os câmbios automáticos precisam de fluidos especiais para garantir a lubrificação, resfriamento e pressurização adequada do sistema.

Esse vazamento de fluido pode estar relacionado à falha de vedação adequada desde a fabricação, resultando em níveis baixos de fluidos, o que acaba causando o superaquecimento e comprometendo o desempenho do câmbio automático.

Ruídos anormais

Ruídos, rangidos, batidas, assobios ou qualquer outro tipo de barulho estranho podem ser sinais de desgastes precoces nos componentes do seu câmbio automático.

Esses ruídos são mais evidentes durante as mudanças de marcha ou quando o seu carro está em ponto morto.

Problemas de engate de marcha

Isso se dá pela dificuldade ou até mesmo pela impossibilidade do engate das marchas do veículo.

Se o seu carro tiver dificuldades para colocar o veículo em ponto morto, engatar a marcha-ré ou  fazer a transição entre as marchas, isso pode indicar problemas no sistema de seleção ou nos componentes de engate do seu câmbio automático.

Perda de potência

A perda de potência no câmbio automático ocorre quando o veículo não consegue fornecer a potência necessária para manter a velocidade ou acelerar adequadamente, inclusive em meio a uma ultrapassagem ou uma subida.

É como se o carro perdesse sua força ou capacidade de resposta, mesmo quando o motorista pressiona o pedal do acelerador.

Isso pode acontecer de forma repentina, durante a condução normal do veículo, ou pode ser percebida ao longo do tempo.

Quais são os impactos desses problemas na condução e segurança dos passageiros?

Quando o câmbio automático não funciona corretamente, a capacidade de controlar o veículo é comprometida, tornando cada curva, ultrapassagem ou frenagem uma potencial chance de perigo.

Isso significa que essas falhas mecânicas podem ter consequências diretas na segurança de todos a bordo.

Ou seja, os impactos desses problemas vão muito além do simples desconforto, tornando fundamental uma ação rápida, além de uma solução eficaz para resolver essas questões.

Afinal, a vida e a integridade física de cada passageiro estão em jogo e não podemos ignorar os sinais de alerta emitidos pelo câmbio automático.

Veja o depoimento de um consumidor na plataforma do Reclame Aqui sobre um acidente grave causado por defeito no câmbio automático:

Quais são os 2 principais tipos de câmbio automático que dão problema?

Saiba quais são os dois principais tipos de câmbio automáticos que quase sempre dão problema.

Câmbio PowerShift

O câmbio Powershift, desenvolvido pela Ford, é encontrado nos modelos Ford Focus, Ecosport e New Fiesta, todos da Ford.

É um tipo de transmissão automatizada de dupla embreagem que prometia eficiência e rapidez nas mudanças de marcha, mas, na prática, não foi o que aconteceu, pois vários consumidores passaram por sérios problemas e até mesmo risco de vida.

O principal defeito está relacionado ao módulo TCM, levando a um vazamento do fluido de lubrificação, que traz como consequência a contaminação das peças, comprometendo a durabilidade e desempenho das embreagens, atuadores, cilindros e peças acessórias.

Esses problemas crônicos levaram a uma série de reclamações dos consumidores, ação do Ministério Público de São Paulo e fizeram com que a Ford retirasse o câmbio Powershift do mercado, substituindo-o por outras tecnologias de transmissão mais confiáveis.

Além disso, a justiça tem entendido que o defeito apresentado no câmbio automatizado powershift se trata de um defeito de fabricação, o que permite que os consumidores que adquiriram veículos com defeito sejam reparados.

Câmbio Aisin de 6 marchas

O câmbio Aisin com seis marchas é equipado em alguns modelos de veículos, especialmente da Fiat e Jeep, e veio com a promessa de cumprir as exigências dos fabricantes e dos governos, relacionados à eficiência energética e controle de emissões no meio ambiente.

É encontrado em modelos como Fiat Argo, Fiat Cronos, Fiat Toro, Jeep Renegade e Jeep Compass, mas não atendeu às expectativas do público, já que enfrentam graves problemas crônicos.

O principal problema consiste na ruptura do trocador de calor, que é responsável por resfriar o câmbio automático.

Acontece a ruptura do componente, causando o vazamento do líquido de arrefecimento (que faz o resfriamento do carro), gotejando sobre componentes do câmbio ou no chão onde o veículo está estacionado.

As principais consequências disso é o desgaste e corrosão dos componentes internos como engrenagens, rolamentos e embreagens, sobreaquecimento e formação de borra. 

Assim como acontece nos veículos com o câmbio powershift, a justiça também tem entendido que o câmbio aisin possui defeito de fabricação, o que também autoriza os consumidores que foram afetados pela compra do produto defeituoso sejam indenizados.

O que fazer se o carro apresentar problemas no câmbio automático?

Você não pode ficar inerte diante de um problema tão grave no seu câmbio automático, que pode colocar em risco a sua vida e a da sua família.

As fabricantes de veículos automáticos têm a obrigação legal de fornecer para os seus clientes produtos seguros, confiáveis e de acordo com as expectativas dos clientes.

E isso engloba a garantia de que os componentes essenciais, como o câmbio automático, sejam projetados e fabricados de forma adequada para evitar defeitos que possam comprometer a segurança e o desempenho do veículo.

Saiba como proceder se essa é a sua situação:

1- Diagnóstico do problema na concessionária autorizada da montadora

O primeiro passo é procurar uma concessionária autorizada da fabricante. Lá, solicite um diagnóstico do problema.

Com o diagnóstico em mãos confirmando que o defeito encontrado é um defeito de fabricação do câmbio automático, estaremos prontos para avançar para a próxima etapa.

2- Solicitação de reparo

Se o diagnóstico apontou defeito no câmbio e esse defeito estiver relacionado ao defeito de fabricação, é obrigação da concessionária realizar os reparos necessários no prazo de 30 dias desde que o defeito foi confirmado.

Além disso, devido à natureza do problema, você pode solicitar um veículo reserva enquanto o seu está aguardando conserto.

Mas, e se a concessionária se recusar a realizar os reparos necessários ou até mesmo a fazer o diagnóstico do seu veículo? Nesse caso, o que você deve fazer?

3- Contratar um advogado especialista em defeito em veículos

Por aqui, nós já explicamos que contratar um advogado especialista é a melhor escolha para resolver o seu problema de defeito em carros.

Só um advogado especialista em defeito em carros possui um conhecimento específico sobre o problema, sendo capaz de auxiliá-lo na tomada de decisões mais assertivas e prepará-lo para enfrentar qualquer eventualidade relacionada aos defeitos de fabricação em câmbio automático.

Veja as vantagens que essa escolha pode trazer:

4- Compreensão da medida mais vantajosa para resolver o problema

Litígios envolvendo problemas com câmbio automático são complexos e envolvem conhecimentos técnicos, contratuais e regulatórios específicos.

Por isso, exigem uma abordagem especializada de um advogado especialista em defeito em carros que pode direcionar a melhor forma de resolver o caso se através de:

a) um acordo com a empresa; ou

b) uma ação judicial.

5- Buscar solução na justiça

Se mesmo com a contratação de um advogado especialista não foi possível fechar um acordo favorável com a fabricante, a próxima etapa é recorrer à justiça.

Os consumidores que enfrentam problemas no câmbio automático podem pedir a responsabilização da fabricante na justiça.

Isso é possível porque o Código de Defesa do Consumidor responsabiliza o fabricante pelos defeitos de fabricação do produto que coloca no mercado.

Com base nisso, mesmo se você não adquiriu o veículo diretamente com a fabricante, pode fazer valer o seu direito. 

Casos reais de quem teve problemas com o câmbio automático e entrou na justiça

Para que você entenda como a justiça tem decidido a respeito de defeito de fabricação em câmbio automático, veja 3 casos reais de modelos de veículos equipados com o câmbio aisin resolvidos pela justiça:

Proprietário de Fiat Toro recebe mais de R$ 200 mil em indenizações por problemas frequentes na embreagem do seu carro novo

Imagine comprar um veículo zero km para o conforto da sua família e um netinho e em menos de 1 ano após a compra, enfrentar problemas na embreagem e ter a garantia negada pela fabricante.

Isso aconteceu com um proprietário de uma Fiat Toro que, em 2017, adquiriu o seu tão sonhado veículo zero km.

Tendo levado o veículo à autorizada e após aguardar a análise na concessionária que durou cerca de 1 mês, foi informado que não seria possível realizar a troca da peça por dois motivos:

  • mau uso;
  • falta da peça em estoque.

Inconformado, o consumidor se viu obrigado a se dirigir a outra concessionária autorizada para uma nova análise e conserto.

Passados menos de 2 meses, o veículo passou a apresentar problemas na mesma peça, retornando à concessionária.

Novamente, a autorizada confirmou que faria a substituição da peça pela garantia.

No entanto, ao se dirigir até a concessionária para retirar o veículo, o consumidor foi surpreendido com a informação de que a montadora não havia autorizado o conserto do veículo e que o serviço ficou no total de R$12.919,47.

Sem alternativas, o autor pagou o valor do conserto e registrou um boletim de ocorrência, tendo optado por buscar o judiciário para desfazer o negócio.

Na ação judicial, o laudo pericial constatou a existência de um RECALL GRATUITO para sanar os problemas de fabricação na caixa de câmbio, concluindo que o veículo deveria ter sido consertado pela fabricante porque estava dentro do prazo de garantia sem nenhum custo ao consumidor.

A decisão foi favorável ao consumidor e determinou a resolução do contrato com a devolução do veículo à montadora, o pagamento do valor correspondente à tabela FIPE com juros e correção monetária, além de uma indenização por danos morais.

O processo nº 5092308-31.2018.8.13.0024 pode ser uma referência de solução positiva para você.

Se você está passando ou já passou por isso, saiba que você não precisa arcar com esse prejuízo, é possível buscar os seus direitos na via judicial.

Resumo:

  • Rescisão contratual com a devolução do veículo a fabricante;
  • Restituição do valor do veículo correspondente à tabela FIPE ao momento da devolução a fabricante com juros e correção monetária;
  • Devolução de valores gastos com transporte de acordo com as notas fiscais apresentadas;
  • O consumidor foi  indenizado e saiu com mais de R$200 mil no bolso.

Consumidor compra Jeep Compass zero quilômetros que apresentou defeito em menos de 12 horas e recebe uma indenização de 12 mil reais

Neste outro caso, processo nº 1025966-10.2021.8.26.0196, o consumidor estava realizando o sonho do veículo zero quilômetro, quando buscou a família após o expediente para buscarem o tão sonhado carro da família que custou mais de 180 mil reais.

O que ele não esperava era que em menos de 12 horas e com menos de 100km rodados, a mensagem de “verificar o câmbio” fosse acender no painel, trepidando durante a troca das marchas e sem desenvolver a velocidade superior a 40km/h.

A família se viu obrigada a retornar para a cidade de origem com a velocidade máxima de 40km/h, em uma via em que a velocidade era de 110km/h.

Passados mais de 30 dias, o veículo não foi consertado, mesmo com o envio de uma notificação extrajudicial.

Sem alternativa, o consumidor acionou a justiça pedindo o conserto do veículo além de uma indenização por danos morais, o que foi prontamente atendido pelo juízo, já que o veículo era novo e estava dentro do prazo de garantia.

Se você está enfrentando problemas no câmbio do seu Jeep Compass, saiba que é possível buscar seus direitos.

Resumo:

  • Conserto do veículo na via judicial;
  • Recebeu uma indenização e saiu com mais de R$12 mil no bolso. 

Jeep Renegade com problemas no câmbio: Consumidor ganha mais de R$196mil reais em ação contra a fabricante

Um consumidor enfrentou uma baita dor de cabeça ao adquirir um Renegade zero KM que começou a apresentar problemas dias após o encerramento da garantia estendida.

O veículo não foi consertado mesmo depois de mais de 3 ordens de serviço para intermináveis reparos, que incluiam:

  • problemas no câmbio;
  • perda de potência;
  • indisponibilidade do 4DW;
  • Além dos sistemas computadorizados emitirem mensagens de problemas na injeção eletrônica e outras avarias.

Sem alternativas, o consumidor buscou a justiça.

O laudo pericial confirmou que as falhas de funcionamento do veículo ocorreram em componentes essenciais (caixa de câmbio, conversor de torque e diferencial), sendo que o valor das peças substituídas alcançou cifras superiores a R$86.000,00, ao passo que o próprio automóvel havia sido adquirido por R$112.000,00.

A decisão foi favorável ao consumidor e determinou a rescisão contratual com a devolução do veículo à fabricante, além de uma indenização por danos morais.

Resumo do que o consumidor conseguiu com a ação judicial:

  • Restituição com base no valor de mercado do veículo, de acordo com a Tabela FIPE vigente na data da sua entrega à concessionária ré para o 1º conserto;
  • O consumidor foi moralmente indenizado e encerrou o processo com mais de 196 mil reais no bolso.

Você agora tem mais segurança para resolver o problema de defeito no câmbio automático do seu veículo 

Agora você já sabe que o defeito do câmbio automático pode se tratar de um defeito de fabricação e que você não é obrigado a continuar com um carro que pode colocar em risco a sua vida e a da sua família.

Por aqui, você também entendeu:

  1. Quais são os principais sinais de que você está com problemas no seu câmbio automático;
  2. A gravidade e riscos de continuar dirigindo um carro com defeito no câmbio automático;
  3. Os 2 principais tipos de câmbio automático que dão problema atualmente;
  4. O passo a passo do que você precisa fazer se o seu carro apresentar problemas no câmbio automático;
  5. 3 exemplos de consumidores que resolveram o problema de defeito no câmbio automático na justiça.

Portanto, agora que você está munido de todas essas informações valiosas, é hora de agir contra os defeitos no câmbio automático do seu veículo.

Não se desespere, pois existe uma luz no fim do túnel.

Sua segurança e a de sua família são prioridade e você tem o direito e as ferramentas necessárias para buscar uma solução.

Clique no botão abaixo para conversar com nossos especialistas e dar o primeiro passo rumo à resolução desse problema.

Estamos aqui para ajudar você a enfrentar essa situação e garantir que você possa voltar a dirigir com tranquilidade e segurança.

E, por fim, você já deve saber, mas temos orgulho em dizer que o nosso escritório é um dos primeiros do Brasil a se especializar em defender consumidores com problemas em defeito em veículos e só orientamos nossos clientes a entrarem com uma ação judicial se houver chances reais de êxito.

Muitos clientes já foram atendidos e tiveram seus problemas resolvidos.

Veja essas avaliações 5 estrelas, entre os mais de 1.200, que estão públicas no Google:

Entre em contato hoje mesmo para saber como podemos ajudá-lo.

Engel Advogados

Preparamos uma pequena lista com conteúdos relacionados pelos quais você pode se interessar:

Deixe uma resposta